Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \29\-03:00 2010

Feriado chegando e as opções de viagens são inúmeras.

Minha dica vai para um dos lugares mais lindos que já conheci: Fernando de Noronha!

 

E essa é uma ótima época para ir, pois já passou o período chuvoso, que vai de janeiro a agosto, com maior intensidade de março a julho.

Chega-se a Fernando de Noronha partindo de Recife ou Natal. A Gol e a Trip fazem vôos diários.

Para quem não conhece Fernando de Noronha, acho que o primeiro passeio deve ser o ilha tour. Um guia te pega no hotel de buggy e faz um passeio por toda a ilha. Como a ilha é pequena, com uma área de 18,4 Km2, em um dia facilmente se conhece ela toda. Eu fiz e adorei, dá pra ter uma noção geral da ilha e conhecer os principais pontos para depois sozinho fazer o que achar mais interessante. Além disso, nosso guia era ótimo, tinha um enorme conhecimento sobre a fauna, a flora, e cada canto da ilha. Não lembro o nome dele, mas era conhecido como “Dumel”.

Falando em fauna, em Fernando de Noronha tem que se aprender a conviver com as mabuyas, que são uma espécie de lagarto bem pequeno, e estão por toda a parte.

Nós utilizamos todas as formas de locomoção, em alguns dias alugamos buggy, em outros fizemos caminhadas, pegamos táxi (que também são buggys), e até carona…

Não sei se dei sorte, ou foi mesmo uma boa época, mas a ilha não estava muito cheia, todas as praias e restaurantes bem tranqüilos. Paraíso!

Praias e passeios imperdíveis:

– Baía dos Porcos e Baía do Sancho: Pra mim são as praias mais lindas. Fica uma do lado da outra. A paisagem é maravilhosa e ficam bem próximas ao Morro Dois Irmãos. O mar é calmo e ótimo para mergulhar de snorkel. A Baía do Sancho ainda tem uma peculiaridade a mais, o acesso à praia se dá por uma estreita passagem entre as rochas através de uma escada fincada na pedra.

 

– Praia do Sueste: A praia é linda e calma. Como ficava próxima do nosso hotel fomos lá várias vezes. Foi o melhor mergulho de snorkel. Lá a gente vê tartarugas enormes, pequenos tubarões, arraias e milhares de espécies de peixes.

– Praia da Cacimba do Padre: Além de linda lá se come uma barracuda deliciosa. Um dos morros dois irmãos fica bem próximo da praia.

– Praias da Conceição e do Boldro: Boas para Surf.

– As trilhas também são um passeio incrível. Nós fizemos uma trilha bem grande, praticamente metade da ilha. Há também a opção de trilha mais curta, que vai só até a praia do Atalaia. Fizemos a trilha com o nosso guia “Dumel” e mais duas pessoas. Foi muito legal. A paisagem é maravilhosa! Na praia do Atalaia há uma piscina natura bem rasa, onde a gente mergulha de snorkel. Tem o número máximo de visitantes estipulado em trinta por dia.  Vimos também o local onde ocorre a desova das tartarugas.

– Baía dos Golfinhos: É uma área de preservação máxima e tem como único acesso uma trilha por onde se chega à beira do paredão. É ponto de observação da atividade dos golfinhos.

– Mergulho de cilindro: Fizemos um passeio de barco até as ilhas Rata e Rasa e mergulhamos por lá. Como nós já tínhamos feito curso de mergulho pudemos ficar apreciando o fundo do mar mais independentes. Mas quem nunca mergulhou pode fazer na hora o batismo e mergulha junto com um instrutor. O passeio durou a manhã inteira, foi bem legal. As vezes dá a sorte de mergulhar junto com golfinhos, mas infelizmente não foi o nosso caso.

– Pôr-do-sol: Tem vários “points” na ilha para assistir ao pôr-do-sol, mas nós optamos em ir a lugares um pouco fora do circuito. No dia do ilha tour nosso guia nos levou num lugar incrível, nas pedras do forte (atravessando os muros do forte, praticamente num penhasco). Maior silêncio, só a gente lá, muito astral! Gostamos tanto que voltamos outra vez.

 Também vimos o pôr-do-sol nas pedras da praia do Boldro e na praia do Sancho. Nessa última, só tinha a gente na praia, foi demais!

– Assistir a alguma palestra no Projeto Tamar. Todos os dias tem palestra sobre assuntos diversos relacionados com a flora e a fauna de Fernando de Noronha. Nós assistimos um bem interessante sobre as tartarugas.

– Conhecer o museu do tubarão e comer um bolinho de tubarão

Pousadas: Fernando de Noronha possui várias pousadas, de todos os tipos e valores.

As mais conhecidas são: Pousada do Zé Maria, Maravilha e Teju-Açu.

Acredito que nós ficamos na melhor delas, que é a Pousada Maravilha. A final de contas foi minha lua-de-mel! O nome já diz tudo, ela realmente é maravilhosa e o serviço impecável. Os bangalôs são lindos com ofurô e vista para a praia do Sueste. Massagem, piscina, sauna e um dos melhores restaurantes… Enfim, o difícil é conseguir sair de lá.

Restaurantes: há vários e todos os tipos. Seguem abaixo alguns que fui:

 – Restaurante da Pousada Maravilha: maravilhoso, acredito que um dos melhores.

– Restaurante da Pousada do Zé Maria: conhecido pelo clássico festival gastronômico que acontece num dia da semana a noite. Eu fui, mas não achei tão bom, muita gente, muita comida, meio muvuca demais. Indico ir em outro dia para almoço ou janta a la carte normal.

– Palhoça da Colina: é um restaurante bem escondidinho e fica num cantinho da casa dos proprietários. As pessoas sentam em almofadões no chão e dividem uma mesa comunitária. Super astral. É sempre servido um peixe feito na grelha na folha de bananeira com vários acompanhamentos. Comporta no máximo 18 pessoas e só com reserva.

– Restaurante Xica da Silva: Simples e gostoso.

– Almoçar na beira da praia também é uma delícia. Não são todas as praias que possuem restaurantes. Nós almoçamos na praia da Conceição e na praia da Cacimba do Padre. Nessa última comemos uma barracuda na folha de bananeira maravilhosa feita numa grelha que fica na areia mesmo. Super simples e delicioso.

Read Full Post »

Black Eyed Peas

Ontem assisti ao show do Black Eyed Peas na Praça da Apoteose! DEMAIS!!!!!

Foram duas horas animadíssimas de show!

Eles cantaram todos os sucessos num show cheio de efeitos e performances. E ainda teve a participação especial de Jorge Bem Jor que cantou com eles “Mas que nada” e “Chove Chuva”.

Abaixo uns vídeos feitos ontem no show de duas músicas que adoro (não são meus, peguei no youtube):

Read Full Post »

A terceira edição do Rio Restaurant Week começou dia 18 de outubro e vai até 31 de outubro.

Nesse evento vários restaurantes da cidade oferecem menus com entrada, prato principal e sobremesa a um preço fixo, igual em todas as casas participantes: almoço por R$ 27,50 + 1 e jantar por R$ 39,00 + 1.

Este um real acrescentado à conta será destinado à entidade beneficiente Retiro do Artistas.

No site www.restaurantweek.com.br dá para ver a lista dos restaurantes.

Read Full Post »

Kiehl’s

Adoro ler os sites e blogs sobre beleza. E tenho ouvido falar muito sobre o Shampoo Amino Acid da Kiehl’s.

Não agüentei e comprei o shampoo e o condicionador na loja online da Sacks. Os produtos chegaram bem rápido na minha casa.

Estou adorando! Deixa o cabelo bem macio, brilhoso e com uma sensação de limpeza de verdade.

Pra quem está em São Paulo tem uma loja da Kiehl’s no Shopping Iguatemi.

Descobri depois que também vende no site www.cosme-de.com por um preço bem melhor. Mas nunca comprei por esse site.

Read Full Post »

Comer, Rezar, Amar

Assisti ao filme Comer, Rezar, Amar.

Embora esperasse um pouco mais do filme, diante da repercussão em torno dele, eu gostei bastante. Foi ótimo não ter lido o livro, pois caso contrário provavelmente me decepcionaria, como normalmente acontece.

Achei legal ver a coragem da autora em arriscar tudo para mudar sua vida, embarcando em uma viagem meio louca na busca por auto-conhecimento. Faz refletir. Acho que todo mundo já teve vontade de fazer isso um dia. É um filme leve, com lugares incríveis (Itália, Índia e Indonésia) e atores maravilhosos.

Read Full Post »

Orquestra Imperial

Ontem fui com minhas queridas amigas “Anas”, que estão no Rio, assistir ao show da Orquestra Imperial no Teatro Rival.

Muito bom!!! O show é animadíssimo e os músicos são maravilhosos!

Todas as quartas-feiras a Orquestra Imperial sobe ao palco do Teatro Rival Petrobras com sua imperdível temporada de bailes, que vai até dezembro.

Pra quem não conhece, a Orquestra Imperial é uma banda, com o objetivo de formar uma orquestra típica de gafieira. O grupo reúne vários nomes conhecidos da música carioca, como Rodrigo Amarante (do grupo Los Hermanos), Moreno Veloso, Domenico, Kassin (Do projeto +2), Nina Becker, Thalma de Freitas, Rubinho Jacobina (irmão de Nelson Jacobina, parceiro de Jorge Mautner), Wilson das Neves (compositor da Império Serrano, cantor de samba e baterista), Berna Ceppas, Rodrigo Bartolo (que toca com o Duplexx), Pedro Sá (guitarrista de Caetano Veloso, baixista no +2), Bidu Cordeiro (que acompanha o Paralamas do Sucesso, Reggae B e 3B Rio).

Read Full Post »

Don Quixote

Ontem assisti ao ballet Don Quixote no Teatro Municipal. Lindíssimo! E esse é um dos clássicos de repertório que mais gosto!

Essa premiada montagem, criada em 1982 por Dalal Achcar, retorna ao teatro municipal depois após 16 anos de ausência, com solistas convidados e mais de 60 bailarinos do teatro.

A temporada vai até 24 de outubro. Vale a pena!

Read Full Post »

Filmes

O Festival do Rio acabou e, infelizmente, não consegui ver muitos filmes. Deixo aqui a dica de bons filmes que assisti:

Ato de Desonra (Canadá) – Direção de Nelofer Pazira

Mena é uma jovem que vive em um pequeno vilarejo no norte do Afeganistão e está prestes a se casar com Rahmat. Respeitando os valores e costumes da comunidade, os dois noivos quase não têm contato um com o outro, apesar de serem unidos por um sentimento especial. Suas vidas mudam com a chegada de uma equipe de filmagem canadense ao local. O choque de culturas proporciona a todos um novo mundo de possibilidades. Mena faz amizade com a intérprete, perigosamente desafiando as convenções, enquanto Ali, membro de uma minoria étnica, é tentado a buscar exílio no exterior.

Viúva sempre as quintas (Argentina) – Direção de Marcelo Piñeyro

Os habitantes de Altos de la Cascada, bairro fechado de Buenos Aires, vivem felizes em seus condomínios, repletos de jardins, piscinas aquecidas e mansões monitoradas por câmeras de segurança. Numa manhã como qualquer outra, três cadáveres são descobertos boiando na piscina de uma das casas. O caso abala a comunidade, que não tarda em aceitá-lo como uma fatalidade. Mas a investigação das últimas ações das vítimas põe em dúvida o caráter acidental das mortes e ameaça trazer à tona o que se esconde por trás das fachadas impecáveis do condomínio.

Minhas mães e meus pais (Estados Unidos) – Direção de Lisa Cholodenko

Nic e Jules vivem juntas há muito tempo. Nic é ginecologista e sofre com a pressão do trabalho, enquanto Jules tenta abrir uma empresa de paisagismo. Elas têm dois filhos: Joni, de 18 anos, e Laser, de 15. Com a iminência da partida da irmã para a faculdade, Laser lhe pede um favor: descobrir quem é seu pai biológico. Mesmo hesitante, Joni contacta o banco de esperma, e dias depois Paul entra em contato. Os dois adolescentes vão ao seu encontro e buscam esconder o fato das mães, sem sucesso. Nic e Jules decidem então enfrentar o problema de frente e convidam Paul para jantar. Prêmio Teddy do Festival de Berlim.

E aqui vão os filmes que queria muito assistir, mas os ingressos já haviam esgotado. Provavelmente irão entrar em cartaz no cinema.

Carancho (Argentina) – Direção de Pablo Trapero

Sosa é um “urubú”, um advogado especializado em acidentes rodoviários. Todos os dias ele vai aos locais de acidente, aos setores de emergência dos hospitais e às delegacias procurando clientes. Seu trabalho é lidar com as testemunhas, policiais, juízes e companhias de seguro. Mas o que seus clientes não sabem é que a agência para a qual trabalha está envolvida em esquemas de corrupção e desvio de dinheiro. Quando se apaixona pela jovem paramédica Luján, Sosa decide se aposentar do trabalho sujo e viver ao lado dela. Mas seu passado não o deixará tão facilmente. Indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro.

A suprema felicidade (Brasil) – Direção de Arnaldo Jabor

No Rio de Janeiro de 1945, o menino Paulo vive com o pai Marco, aviador da FAB, e a mãe Sofia. Eles moram numa rua bucólica, repleta de personagens típicos, como o pipoqueiro Bené, que sempre narra façanhas sexuais, um triste vendedor de garrafas e uma turma de vizinhos briguentos. À medida que cresce, Paulo sente o ambiente familiar tornar-se cada vez mais opressivo, e compensa a distância de seu pai com a cumplicidade com o avô Noel, funcionário público boêmio que o inicia na vida noturna carioca. Em meio a inúmeras experiências, Paulo espera encontrar a verdadeira felicidade.

Cópia fiel (França/Itália) – Direção de Abbas Kiarostami

James Miller é um filósofo inglês que vai a uma pequena cidade da Toscana apresentar seu livro sobre o valor da cópia na arte. Chegando lá, encontra uma francesa que é dona de uma galeria de arte há muitos anos e vive com seu filho pré-adolescente. Eles passam a tarde juntos. Ao mesmo tempo em que vão se conhecendo, começam a desenvolver um complexo jogo de interpretação de personagens, e, à medida que o jogo avança, deixamos de saber quem é quem. Prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cannes 2010 para Juliette Binoche.

Read Full Post »

Domingo passado, quando estava em Porto Alegre, antes do clássico passeio pela redenção, fomos tomar café da manhã na Carina Barllet.

Há tempos passava na frente dessa boulangerie e ficava encantada com os pães artesanais produzidos lá e dispostos na vitrine, e agora com as mesinhas na rua que foram colocadas não tive dúvida de onde seria meu café.

Foto do blog temofome.blogspot.com

Foto do blog temofome.blogspot.com

O lugar é uma graça e os pães são realmente diferenciados.

As opções são inúmeras, baguetes, croissant, pain au chocolat, brioches, quiches, empadas, além de sanduíches preparados na hora.

 

Comemos um baguete maravilhoso, com manteiga, geléia, mel e queijo. O João tomou café com leite e eu um capuccino e mais um suco.

E ao lado, agora, fizeram uma pequena delicatessen com ótimos produtos.

Enfim, uma bela opção para café da manhã e lanche em Porto Alegre.

Carina Barlett
Rua General João Telles, 237 (Esquina com Vasco da Gama)
Tel. (51) 3311-5643

Read Full Post »

Se existe um bar clássico em Porto Alegre, o nome dele é Odeon!

De vez em quando adoro dar uma passada por lá e relembrar com as amigas os tempos em que trabalhávamos na Andrade Neves (época em que freqüentávamos muito o bar)!

Pequeno, com um ambiente que lembra os bares de Buenos Aires e Montevidéu, é frenquentado por todos os tipos de pessoas.

Possui um palco minúsculo com um piano, e de terça a sexta acontecem apresentações com instrumentistas conhecidos no meio musical porto-alegrense, como o flautista Plauto Cruz, o Jorginho do Trompete, a pianista Dionara Schneider e o acordeonista Rafael Koller. Além das canjas dos frenquentadores e do Próprio dono! Tango, bolero, jazz, blues e MPB da melhor qualidade é um pouco do que se houve por lá.

Quando a música começa o lugar lota e muita gente acaba ficando de pé na volta do balcão mesmo.

A noite é regada a chopp Brahma. Os petiscos da casa também são muito bons, a almôndega, o bolinho de bacalhau e a porção de rins ao alho e óleo são imperdíveis.

Pura boemia! Adoro esse lugar!

Odeon
Rua General Andrade Neves, 81 – Centro
Porto Alegre/RS
Tel. (51) 3224-5752

Read Full Post »