Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 29 de outubro de 2010

Feriado chegando e as opções de viagens são inúmeras.

Minha dica vai para um dos lugares mais lindos que já conheci: Fernando de Noronha!

 

E essa é uma ótima época para ir, pois já passou o período chuvoso, que vai de janeiro a agosto, com maior intensidade de março a julho.

Chega-se a Fernando de Noronha partindo de Recife ou Natal. A Gol e a Trip fazem vôos diários.

Para quem não conhece Fernando de Noronha, acho que o primeiro passeio deve ser o ilha tour. Um guia te pega no hotel de buggy e faz um passeio por toda a ilha. Como a ilha é pequena, com uma área de 18,4 Km2, em um dia facilmente se conhece ela toda. Eu fiz e adorei, dá pra ter uma noção geral da ilha e conhecer os principais pontos para depois sozinho fazer o que achar mais interessante. Além disso, nosso guia era ótimo, tinha um enorme conhecimento sobre a fauna, a flora, e cada canto da ilha. Não lembro o nome dele, mas era conhecido como “Dumel”.

Falando em fauna, em Fernando de Noronha tem que se aprender a conviver com as mabuyas, que são uma espécie de lagarto bem pequeno, e estão por toda a parte.

Nós utilizamos todas as formas de locomoção, em alguns dias alugamos buggy, em outros fizemos caminhadas, pegamos táxi (que também são buggys), e até carona…

Não sei se dei sorte, ou foi mesmo uma boa época, mas a ilha não estava muito cheia, todas as praias e restaurantes bem tranqüilos. Paraíso!

Praias e passeios imperdíveis:

– Baía dos Porcos e Baía do Sancho: Pra mim são as praias mais lindas. Fica uma do lado da outra. A paisagem é maravilhosa e ficam bem próximas ao Morro Dois Irmãos. O mar é calmo e ótimo para mergulhar de snorkel. A Baía do Sancho ainda tem uma peculiaridade a mais, o acesso à praia se dá por uma estreita passagem entre as rochas através de uma escada fincada na pedra.

 

– Praia do Sueste: A praia é linda e calma. Como ficava próxima do nosso hotel fomos lá várias vezes. Foi o melhor mergulho de snorkel. Lá a gente vê tartarugas enormes, pequenos tubarões, arraias e milhares de espécies de peixes.

– Praia da Cacimba do Padre: Além de linda lá se come uma barracuda deliciosa. Um dos morros dois irmãos fica bem próximo da praia.

– Praias da Conceição e do Boldro: Boas para Surf.

– As trilhas também são um passeio incrível. Nós fizemos uma trilha bem grande, praticamente metade da ilha. Há também a opção de trilha mais curta, que vai só até a praia do Atalaia. Fizemos a trilha com o nosso guia “Dumel” e mais duas pessoas. Foi muito legal. A paisagem é maravilhosa! Na praia do Atalaia há uma piscina natura bem rasa, onde a gente mergulha de snorkel. Tem o número máximo de visitantes estipulado em trinta por dia.  Vimos também o local onde ocorre a desova das tartarugas.

– Baía dos Golfinhos: É uma área de preservação máxima e tem como único acesso uma trilha por onde se chega à beira do paredão. É ponto de observação da atividade dos golfinhos.

– Mergulho de cilindro: Fizemos um passeio de barco até as ilhas Rata e Rasa e mergulhamos por lá. Como nós já tínhamos feito curso de mergulho pudemos ficar apreciando o fundo do mar mais independentes. Mas quem nunca mergulhou pode fazer na hora o batismo e mergulha junto com um instrutor. O passeio durou a manhã inteira, foi bem legal. As vezes dá a sorte de mergulhar junto com golfinhos, mas infelizmente não foi o nosso caso.

– Pôr-do-sol: Tem vários “points” na ilha para assistir ao pôr-do-sol, mas nós optamos em ir a lugares um pouco fora do circuito. No dia do ilha tour nosso guia nos levou num lugar incrível, nas pedras do forte (atravessando os muros do forte, praticamente num penhasco). Maior silêncio, só a gente lá, muito astral! Gostamos tanto que voltamos outra vez.

 Também vimos o pôr-do-sol nas pedras da praia do Boldro e na praia do Sancho. Nessa última, só tinha a gente na praia, foi demais!

– Assistir a alguma palestra no Projeto Tamar. Todos os dias tem palestra sobre assuntos diversos relacionados com a flora e a fauna de Fernando de Noronha. Nós assistimos um bem interessante sobre as tartarugas.

– Conhecer o museu do tubarão e comer um bolinho de tubarão

Pousadas: Fernando de Noronha possui várias pousadas, de todos os tipos e valores.

As mais conhecidas são: Pousada do Zé Maria, Maravilha e Teju-Açu.

Acredito que nós ficamos na melhor delas, que é a Pousada Maravilha. A final de contas foi minha lua-de-mel! O nome já diz tudo, ela realmente é maravilhosa e o serviço impecável. Os bangalôs são lindos com ofurô e vista para a praia do Sueste. Massagem, piscina, sauna e um dos melhores restaurantes… Enfim, o difícil é conseguir sair de lá.

Restaurantes: há vários e todos os tipos. Seguem abaixo alguns que fui:

 – Restaurante da Pousada Maravilha: maravilhoso, acredito que um dos melhores.

– Restaurante da Pousada do Zé Maria: conhecido pelo clássico festival gastronômico que acontece num dia da semana a noite. Eu fui, mas não achei tão bom, muita gente, muita comida, meio muvuca demais. Indico ir em outro dia para almoço ou janta a la carte normal.

– Palhoça da Colina: é um restaurante bem escondidinho e fica num cantinho da casa dos proprietários. As pessoas sentam em almofadões no chão e dividem uma mesa comunitária. Super astral. É sempre servido um peixe feito na grelha na folha de bananeira com vários acompanhamentos. Comporta no máximo 18 pessoas e só com reserva.

– Restaurante Xica da Silva: Simples e gostoso.

– Almoçar na beira da praia também é uma delícia. Não são todas as praias que possuem restaurantes. Nós almoçamos na praia da Conceição e na praia da Cacimba do Padre. Nessa última comemos uma barracuda na folha de bananeira maravilhosa feita numa grelha que fica na areia mesmo. Super simples e delicioso.

Read Full Post »